terça-feira, 25 de novembro de 2008

O príncipe desencantado.

O PRÍNCIPE DESENCANTADO

O primeiro beijo foi dado por um príncipe numa princesa que estava dormindo encantada há cem anos. Assim que foi beijada, ela acordou e começou a falar
- Muito obrigada, querido príncipe. Você por acaso é solteiro?
- Sim, minha querida princesa.
- Então nós temos que nos casar já! Você me beijou, e foi na boca, afinal de contas não fica bem, não é mesmo?
- É... minha querida princesa.
- Você tem um castelo, é claro.
- Tenho... princesa.
- E quantos quartos têm o seu castelo, posso saber?
- Trinta e seis.
- Só? Pequeno hein! Mas não faz mal, depois a gente faz umas reformas... Deixa eu pensar quantas amas eu vou ter que contratar... Umas quarenta eu acho que dá!
- Tantas assim?
- Ora, meu caro, você não espera que eu vá gastar as minhas unhas varrendo, lavando e passando não é?
- Mas quarenta amas!
- Ah, eu não quero nem saber. Eu não pedi para ninguém vir aqui me beijar, e já vou avisando que quero umas roupas novas, as minhas devem estar fora de moda, afinal, passaram-se cem anos, não é mesmo? E quero uma carruagem de marfim, sapatinhos de cristal e... e... jóias é claro! Eu quero anéis, pulseiras, colares, tiaras, coroas, cetros, pedras preciosas, semipreciosas, pepitas de ouro e discos de platina!
- Mas eu não sou o rei das Arábias sou apenas um príncipe...
- Não me venha com desculpas esfarrapadas! Eu estava aqui dormindo e você veio e me beijou e agora vai querer que eu ande por aí como uma gata borralheira? Não, não e não, e outra vez não e mais uma vez não!
Tanto a princesa falou, que o príncipe se arrependeu de ter ido até lá e beijado. Então, teve uma idéia. Esperou a princesa ficar distraída, se jogou sobre ela e deu outro beijo, bem forte. A princesa caiu imediatamente em sono profundo, e dizem que até hoje está lá, adormecida. Parece que a notícia se espalhou e os príncipes passam correndo pela frente do castelo onde ela dorme, assobiando e olhando para o outro lado.


Flávio de Souza. Príncipes e princesas, sapos e lagartos.
São Paulo, FTD, 1993.


INTERPRETAÇÃO DO TEXTO

1) O texto que você leu é uma versão cômica de um conto de fada muito conhecido. Qual é o nome desse conto?

2) Leia:
E viveram felizes para sempre.

Responda:
a) Que tipo de história geralmente termina com essa frase?
b) O conto que você leu poderia terminar assim? Por quê?
c) Como costumam ser as princesas dos contos de fada tradicionais?
d) Em que a princesa desse texto é diferente das princesas os contos de fada tradicionais?
e) O que dá humor ao texto?

3) Leia e responda:
- (...) você veio e me beijou e agora vai quere que eu ande por aí como uma gata borralheira?

Quando disse isso, a princesa estava se referindo a uma personagem de um outro conto de fada muito conhecido. Você sabe qual é essa personagem? Como ela se vestia?

4) O que o príncipe quis dizer ao declara que não era o rei das Arábias?

5) Essa história teve um final feliz? Para quem?

6) Na sua opinião, a princesa vai acordar um dia? Por quê?

7) Explique o título do texto.

2 comentários:

Micajham disse...

ADOREI...JÁ ESTOU PENSANDO NA DRAMATIZAÇÃO QUE VOU FAZER COM MEUS ALUNOS DO 3ºANO, UTILIZANDO ESSE TEXTO. VAI SER UM SUCESSO!!!!

Prô Rirela disse...

Com certeza Micajham! Eu fiz isso com uma 6ª serie uma vez e foi muito engraçado... Boa sorte!