sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Presépios guardam uma história



Há muitos anos atrás, numa cidade chamada Nazaré, uma jovem chamada Maria, muito religiosa e de bom coração, foi escolhida para ser a mãe do Filho de Deus. Conta a Bíblia que Jesus nasceria para livrar os homens dos pecados e espalharia lições de amor às pessoas. Maria se casou com José, um marceneiro bom e justo. Grávida, precisou viajar com o marido para a cidade de Belém - para participar de um recenseamento obrigatório (como se fosse um censo, uma pesquisa para saber quantas pessoas viviam na região). A viagem, feita a cavalo, foi bastante longa e cansativa. Ao chegarem a Belém, a cidade estava muito cheia e não havia mais quartos em hospedarias para que pudessem descansar. O único lugar que encontraram foi uma estrebaria (lugar onde os animais ficam). Naquela noite, lá mesmo, Maria deu à luz o Menino Jesus. Ele nasceu num lugar muito simples, ao lado de animais como burros e bois. Foi visitado por pastores da região, e dias depois, por reis magos, vindos de longe, guiados por uma estrela no céu.
Essa história, superconhecida, aconteceu há mais de 2 mil anos e conta como foi o nascimento de Jesus Cristo, o homem que, para os cristãos, é o salvador do mundo.


Um dos costumes do Natal é representar essa linda história por meio dos presépios. Nunca tinha reparado? Pois é! Em desenho, escultura ou pintura, o presépio é uma representação do nascimento de Cristo e sempre traz a manjedoura onde Jesus nasceu, os animais que estavam presentes, os três reis magos e os pais do Menino, José e Maria.
Primeiro presépio
A tradição de se montar um presépio teve início com São Francisco de Assis, no ano de 1223. Foi nessa época que, lá em Greccio (cidade perto de Roma), na Itália, São Francisco queria mostrar aos camponeses como tinha sido a noite do nascimento de Jesus, mas não sabia como fazer. Foi aí que teve a idéia de pegar argila e montar vários bonequinhos de barro. Fez Maria e José, depois um bebê, um burrinho, alguns pastores, um boi, três reis e uma estrela. Arrumou tudo em volta do bebê e conseguiu, então, explicar o que queria, de uma forma bem fácil. Ótima idéia, né?Depois desse dia, a tradição de montar presépio ganhou o mundo! Chegou ao Brasil no século 17. O religioso Gaspar de Santo Agostinho montou o primeiro em Olinda, Pernambuco.



Diferentes tipos

Hoje existem presépios de todos os tamanhos, jeitos e formas - de barro, de madeira, porcelana, casca de coco, pinhão, contas, areia, palha de milho, osso, pano, ferro, tijolo e até de chocolate! Isso mesmo! Ano passado, na cidade do Porto, em Portugal, foi feito um presépio de 12 toneladas de chocolate. Demorou seis meses para ficar pronto e entrou para o Livro dos Recordes. Hum, que delícia, não?Outro presépio diferente foi feito este ano, de areia, em Maringá, no Paraná. Ele tem imagens de Maria, José e do Menino Jesus esculpidas em dois metros de areia. A obra de arte pode ser visitada durante todo o mês de dezembro. Superbonita!
Natal
O Natal é comemorado sempre na noite do dia 24 para o dia 25. As pessoas costumam se reunir em família para se confraternizar, comer coisas gostosas, trocar presentes e lembrar Jesus e seus ensinamentos. É também uma época em que dá muita vontade de seguir o exemplo Dele e realizar só boas ações, não é? E por falar em troca de presentes, essa é uma das partes que as crianças mais gostam, concorda? Como o Menino Jesus recebeu presentes ao nascer, agora costumamos trocar presentes, nem que sejam lembrancinhas, nessa data tão especial. Mas nada de achar que Natal é só presente! Essa troca representa algo bem maior: o amor e a harmonia entre vocês, sua família e amigos.

http://www.brincandoseaprende.com.br/swf/1027_natal/1027.php?nrati=1027

2 comentários:

Adiléa disse...

Fiquei muito feliz quando vi o meu projeto de D.Baratinha em seu blog.Obrigada.Adiléa

Prô Rirela disse...

Seu projeto é ótimo e tudo que é bom eu gosto de guardar porque sempre haverá uma oportunidade de utilizar. Eu é que fico feliz de vc compartilhar!