quarta-feira, 4 de março de 2009

Pesquisa gnomos e elfos

Estou com uma sala de PIC de 3ª série neste ano de 2009. No material há uma história com duas versões: uma de Ana Maria Machado "Os elfos" e outra de Heloísa Prieto "Os gnomos e o sapateiro". Aí surgiu a dúvida entre meus alunos:
-Qual a diferença entre gnomo e elfo?
Precisei pesquisar e o resultado é este:



Os gnomos são os elementais que se ocupam do reino mineral, transformam rochas em cristais e cuidam da fertilização da terra. São seres de carne e osso, medem aproximadamente 15 centímetros, pesam em torno de 250 a 300 gramas e vivem cerca de 400 anos, de forma livre e saudável. Muitas bruxas usam bolas de cristal para ver o futuro. O que poucos sabem é que são os gnomos do cristal que, devidamente conectados com os seres superiores, transmitem para elas os acontecimentos vindouros. Segundo a lenda, as mulheres gnomos engravidam apenas uma vez na vida, dando a luz invariavelmente a um casal de gêmeos.
Hoje os gnomos caíram no esquecimento, obrigados a se esconderem nas florestas, nos abrigos subterrâneos e locais de difícil acesso. Por isso, a crença em sua existência tem diminuido gradativamente. Não é fácil vê-los mas, com toda certeza, eles existem.
Eles tem nariz arrebitado e olhos rodeados de rugas, especialmente provocados pelo sorriso constante. Não comem carne, gostam muito de leite, fazem bastante exercício e não têm conflitos emocionais. Os mais velhos são igualmente respeitados pelos seus. Calculam sua idade pelo tamanho do carvalho ou outro tipo de árvore plantada no dia de seu nascimento. Caso ela seja cortada, ficam bastante aborrecidos mas, persistentes, plantam outra e recomeçam a registrar a idade. Os aparelhos circulatório, digestivo, urinário, respiratório e nervoso, assim como a visão, olfato, audição e o tato são muito mais desenvolvidos do que no homem. O paladar no entanto, é igual. São dotados de percepção extra-sensorial. Se adaptam bem a quaisquer variações climáticas. As doenças, geralmente sem gravidade, são tratadas com remédio à base de plantas. Há milhares de anos dominam a técnica da acupuntura, e a utilizam para tratar animais feridos.
Os chapéus são proteções indispensáveis contra gambás, gatos e aves de rapina. Os gnomos os recebem ainda bebês, e só abrem mão deles em último caso, para salvar a própria vida. As vestimentas diárias têm cores próprias para as camuflagens. Os homens usam chapéu pontudo de feltro vermelho, as mulheres casadas verde escuro e as solteiras verde claro. Possuem uma espécie de super adrenalina, que favorece um desempenho de alto nível, em assuntos relacionados com impulsos sexuais, disposição e força.
Os gnomos só pensam em casamento ao completarem cem anos. após a lua-de-mel, os noivos apresentam seus respeitos ao rei e à rainha, eleitos pelo povo. Depois de uma gestação de 12 meses, nasce apenas um par de gêmeos. O controle da natalidade é feito através de uma interferência da qual os gnomos se recusam a revelar. Para demonstrar afeto, eles esfregam carinhosamente os seus narizes.
São exímios investigadores da alma e enxergam a fundo as intenções reais das pessoas. Não tem interesse pela história escrita, mas acredita-se que mantém arquivos secretos. Trabalham durante a noite em serrarias, ferrarias, hortas e canteiros. Fazem velas, lamparinas, louças, vidros e dominam técnicas de metalurgia, carpintaria, tecelagem, cestaria, entre outras.

O gnomo ao contrário do homem, mantém com a natureza uma relação de harmonia. Ele encontrou a paz e está satisfeito com o que o mundo oferece. Seu instinto e o intelecto estão no mesmo nível. O homem, entretanto, subordinou um ao outro.
Segundo os gnomos, o homem, para evoluir, deve agir em três etapas: -Restaurar o instinto;
-restaurar o equilíbrio com a natureza
-diminuir o desejo de poder.

Todos os males da humanidade nascem da ambição. Os gnomos são destituídos de cobiça. A humanidade deve resolver o problema da superpopulação através do controle de natalidade. Os gnomos assim o fizeram para viver em plano de harmonia perfeita. Não deve-se pensar que eles desprezam os homens ou não enxergam o seu lado positivo. Existe uma diferença enorme entre o que os homens consideram progresso e o que eles entendem por avanço.
Também são subordinados aos anjos e atuam nas áreas da música, dos vegetais, florestas, etc. É através de suas auras, que aparecem mais frequentemente como ponto de luz, que eles influenciam os homens e a natureza, transmitindo-lhes energia e impulsionando o Universo para a evolução.
Como fazer contato? Verbal ou telepaticamente, cultivando plantas, vasos e arranjos. São úteis para questões práticas, mas não devemos pedir que façam por nós, e sim que nos orientem a encontrar a solução correta para eventuais problemas.
Fonte:
http://www.sergiosakall.com.br/montagem/simbolos.htm








Elfos


O que são os elfos?
(Gustavo Cordeiro Barroso, Leme do Prado, MG)
São criaturas mitológicas do folclore celta e escandinavo presentes, portanto, nas lendas de países como Grã-Bretanha, Noruega e Suécia. Nessas histórias eles usam seus poderes mágicos para aprontar travessuras e são quase imortais: só morrem se forem assassinados, imunes à velhice e às doenças. Na maioria dos relatos, surgem como anõezinhos de orelhas pontudas, mas, dependendo da região de origem da lenda, assumem formas que vão de espíritos protetores da natureza a anões pretos, cinzentos ou brancos. "A raiz do nome elfo, alf, é a mesma de 'alvura', o que indica um caráter positivo", diz o historiador Hilário Franco Júnior, da USP. As histórias, porém, nem sempre mostram elfos bonzinhos. Os Edda, coleção de textos da mitologia escandinava do século XIII, trazem três tipos: os brancos, bons, e os negros e cinzentos, perversos, afirma Verlyn Flieger, professora de Mitologia Comparada da Universidade de Maryland, Estados Unidos.
Com a expansão européia do Cristianismo, os elfos acabaram demonizados, mas essa imagem foi virada ao avesso pelo escritor J.R.R. Tolkien na trilogia O Senhor dos Anéis (1954), em que os elfos são belos e sábios, parecidos com humanos de estatura elevada.



Será que vou conseguir explicar pra eles? rssss

-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-

O que encontrei no site Guia dos Curiosos:

Gnomos

A diferença entre eles e os duendes é que os gnomos são de carne e osso. Medem cerca de 15 centímetros e podem chegar até os 600 anos. Zelam pela harmonia da natureza. São os eternos guardiões do universo. Quando os homens começaram a destruir as florestas, os gnomos ficaram ofendidos e desapareceram. No dia em que as pessoas aprenderem a conviver com a natureza, eles voltarão a caminhar entre os homens. Há histórias de que Mozart, o famoso compositor austríaco, costumava receber sugestões de um gnomo.

Elfo

Muitos de nossos pesadelos são causados por ele. Os elfos são criaturas um pouco perversas e entediadas que gostam de andar a cavalo. Quando não encontram animais à noite, entram nos quartos das pessoas e enchem seu sono de pesadelos. A pessoa fica se virando de um lado para o outro. O elfo, montado em suas costas ou barriga, pode fazer de conta que está cavalgando.

Fonte: http://guiadoscuriosos.ig.com.br/categorias/3043/1/criaturas-encantadas.html


2 comentários:

Andréia disse...

Eu acredito na existência destes seres.
É possível sentir emanações maravilhosas deles, quando entramos em contato intenso com a natureza.
Um forte abraço.
Gostei do texto.

Prô Rirela disse...

Pois é Andréia, quando estamos em sintonia com o Universo, tudo é possível. A maioria dos grandes problemas é culpa exclusivamente nossa mesmo...