domingo, 16 de janeiro de 2011

Pipa

Uma folha de caderno presa a uma linha já é o suficiente para começar a brincadeira.

Há pipas bem coloridas, feitas com papel de seda e varetas (ou varetinhas de bambu, taquaras, talo da folha de uma palmeira). As varetas fazem a armação na qual o papel (ou o plástico) será preso.

Os formatos das pipas variam entre caixas, estrelas, losangos pequenos e grandes. Lembram o desenho de um peixinho.

O elemento necessário para que o brinquedo não fique girando no ar é a rabilola – feita com sacos plásticos ou papel de seda recortados em pequenos pedaços, presos com nós na linha que ficará na ponta do brinquedo, como se fosse um rabo. Esses rabos, no entanto, podem ter variadas formas.

Curiosidade:
Os diversos nomes utilizados nas diferentes partes do nosso Brasil

Papagaio (origem Belo Horizonte/MG e Mutum/RO),
Quadrado,
Peixinho,
Capucheta (Valinhos/SP),
Capuchetinha (Mutum/RO)
Curiquinha,
Pipa (Itanhaem/SP)
Pipa-caixa (Lavras/MG)
Pipa estrela (Paraty/RJ)

Esse texto é encontrado no site da Folha.com e traz ilustrações de como fazer cada tipo de pipa e ainda muitos outros tipos de brinquedos e brincadeiras no Mapa do Brincar. Visitem!

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/folha/treinamento/mapadobrincar/


Navegando na net também encontrei:

Sacola (São Paulo/SP)

Arraia ou pepeta (AC e AM)
Pandorga, quadrado, piposa (RS e SC)
No Rio de Janeiro pipa são aquelas em formato de pentágono, com cabresto triangular e rabiola

Em Portugal, papagaio de papel
No arquipélago da Madeira como joeira.

2 comentários:

Vânia Morais :D disse...

miga amei a visita obrigada pelas palavras
a correria do dia a dia nos impede de mais aproximação
mas seu blog
aprendi muito fui uns dos primeiros q começei a seguir

um super bjao no corção

Laura Alvim disse...

Na Bahia as pipas tb são conhecidas como arraias...