terça-feira, 17 de março de 2009

Flutua ou afunda?

Sugestão para se trabalhar na Semana da Água

Aprenda as regras desta incrível competição que vai deixar muita gente surpresa!
Está prestes a começar uma incrível competição: capaz de deixar muita gente surpresa diante do que vai ver! No comando, é preciso alguém com talento, por isso, escolhemos você. Em um recipiente com água, vamos pôr de cenoura a jaca, de bolinhas de papel alumínio amassado a uma tábua de cortar carne. Antes, porém, os competidores - seus pais, irmãos, amigos, vizinhos e quem mais aparecer - vão ter de responder: flutua ou afunda?



Quem tiver mais acertos ganha o jogo! Já quem ficar na lanterninha irá ter certeza de que a ciência, realmente, é surpreendente!!!
Anote aí o material necessário:
-um abacate;
-uma cenoura;
-bolinhas de papel alumínio amassado;
-uma abobrinha;
-bolinhas de argila expandida (à venda em lojas de jardinagem);
-um pedaço de aroeira e outro de cedro ou de cerejeira (peça sobras em madeireiras ou em marcenarias);
-sementes de jaca;
-uma tábua de cortar carne de polietileno (material semelhante ao plástico);
-bolas de gude;
-moedas;
-uma jaca;
-folhas de papel e canetas para dar aos participantes;
-uma bacia grande e funda de plástico cheia de água (também serve porta-trecos, cestos etc. O importante é que o recipiente comporte água suficiente para cobrir com folga até a jaca. Mas, atenção: não o encha até a borda para evitar lambança!).
Vamos dar também uma dica para dar mais emoção à disputa: pese tudo o que será jogado na água, desde o abacate até a jaca, para que os participantes saibam seu peso!
Agora, podemos dar dar início à competição. Cada pessoa ganha uma folha de papel e uma caneta. Na frente, escreve "flutua". No verso, "afunda". Assim, para dar a resposta, basta mostrar um dos lados do papel. Diga o que será colocado na água, qual o seu peso e pergunte aos jogadores: flutua ou afunda? A seguir, ponha o material na água e veja o resultado, dando um ponto a quem acertou. Você pode colocar na água os materiais na ordem que quiser. Mas, em nome do suspense, deixe a jaca para o final!
No fim da atividade, explique por que algumas coisas flutuaram e outras afundaram, lendo a continuação deste texto: Desvendando o mistério. Some os pontos de cada jogador e declare o vencedor!!!






Desvendando o mistério
Só o que afundou foi o pedaço de aroeira, as sementes de jaca, as moedas e as bolas de gude. Até a jaca flutuou. Por quê?!
Para um objeto flutuar ou afundar, não importa seu tamanho ou sua massa (o que costumamos chamar de peso): o que conta é a sua densidade. Se ele for mais denso do que a água, afunda. Se for menos denso, flutua! Mas o que significa "mais denso" e "menos denso"?
Vamos usar a bola de gude para explicar! Imagine que a gente fabricasse uma bola de gude feita de água. Qual você acha que pesaria mais: a bola de gude de verdade ou a bola de gude de água? Claro: a de verdade! Isso significa que ela é mais densa do que a água. Portanto, se temos dois volumes iguais, um cheio de água e outro de vidro -material com que é feita a bola de gude -, o de vidro é mais "pesado". É isso que significa ser mais denso.

Mas... E a jaca? Por que ela é menos densa do que água? A explicação começa com a mesma pergunta: o que você acha que pesaria mais, uma jaca comum ou, digamos, uma jaca toda feita de água? Vamos dar logo a resposta: a jaca feita de água. Isso significa que essa fruta, a jaca, é menos densa que a água. Afinal, se formos comparar dois volumes iguais, um feito de jaca e outro de água, o de jaca pesa menos.
Aliás, fique ligado: essa explicação dada para a jaca serve para todos os objetos que flutuaram -- do abacate à tábua de cortar carne -, assim como a dada para a bola de gude serve para tudo o que afundou, da aroeira às moedas! Muda o objeto, mas o que importa é a densidade.
Um detalhe que ajuda a jaca e as bolinhas de alumínio a boiar é a presença, em seu interior, de espaços cheios de ar. Tanto é que, se você apertar bem a bolinha, tirando o ar, ela afunda. O que nos levar a outro conceito: a densidade média.
Um pedaço de ferro é muito mais denso do que a água. Portanto, afunda. Já um barco, com toneladas de ferro formando o seu casco, não afunda. Por qual razão? É porque no casco da embarcação também há muito ar, que é muito menos denso do que a água. Então, na média, o barco é menos denso do que a água, o que o faz flutuar!
Mas, vem cá, por que o pedaço de aroeira afundou e o de cedro ou de cerejeira flutuou? Ora, há madeiras mais densas e menos densas. A aroeira é bem densa e, por isso, afunda. As demais, menos densas, não.
Ciência Hoje das Crianças 146, maio 2004