quinta-feira, 9 de julho de 2009

PARLENDA – BALA DE COCO

Maria Hilda de J. Alão

A bala de coco,
De coco ralado,
Caiu no melado
Fervendo no tacho.
Se a colher eu não acho
Não tiro a bala do tacho.
Ferve a bala de coco
No melado do tacho,
Vem menina de cacho
Tirar a bala do tacho.
Precisa usar a cachola
Que a bala se enrola
No melado do tacho.
Espirra melado do tacho,
Eu me agacho,
Piso no capacho.
Vem seu Camacho
Tampar a boca do tacho
Que a bala de coco
Deu um pipoco
E falta pouco
Pra ela pular do tacho
E grudar no penacho
Do capacete de aço
Enfeitado com um laço.
Depois de grudar,
um abraço,
Adeus lindo penacho
Ficará pulverizado
De muito coco ralado
E açúcar caramelado

Um comentário:

Vânia Morais :D disse...

oi linda
eu nao lembro direito, pois na epoca esta no maternal e ela era do pré
mas sempre tinhamos contato
mas acho que ela depois desenhou
assim q eu voltar da férias eu pergunto pra ela
obrigada pela visita
beijocass mil